comida

Gleba chega ao CascaiShopping com novos produtos e ofertas especiais

É o segundo espaço da marca em Cascais. Conheça os pães criados para os Santos Populares e o conceito por detrás do projeto de sucesso.
O espaço fica no piso 0.

Se há alimento que não pode faltar na mesa das famílias portuguesas é o pão. Faz parte da nossa cultura alimentar e é indispensável numa dieta mediterrânica saudável. Não é de admirar que, além das padarias mais tradicionais, vão surgindo novos projetos e conceitos que exploram este mundo de infinitas possibilidades, com produtos originais e produção artesanal. É assim que a Gleba se caracteriza.

A marca abriu o primeiro espaço em Alcântara, Lisboa, em 2016, pelas mãos (literalmente, já que era o próprio a pôr a mão na massa) de Diogo Amorim, na época com 21 anos, e tornou-se um caso de sucesso. Não demorou a chegar a outros bairros da capital (Alvalade, Avenidas Novas, Campo de Ourique, Príncipe Real e Telheiras), até se aventurar nos concelhos vizinhos.

Chegou a Cascais, em 2022, numa loja de rua, em parceria com a cafetaria Milkees. No passado mês de maio, decidiu apostar também no CascaiShoping (à semelhança do espaço que tem nas Amoreiras, no Alegro de Alfragide e no Oeiras Parque). Nesta estratégia de expansão, a marca tem atualmente 17 espaços na zona da Grande Lisboa. O plano é abrir mais lojas até ao final do ano, revela o responsável.

“Queremos estar cada vez mais próximos dos nossos clientes e amigos, além de que o nosso objetivo passa também por aumentar a conveniência e comodidade de todos. Nesse âmbito, as lojas de shopping respondem a essa vontade e necessidade de dar resposta à procura de pão de qualidade e de fermentação natural, feito com cereais locais moídos em mós de pedra”, conta a marca à NiC.

“Assim sendo, a nossa abertura no CascaiShopping vem colmatar uma procura por quem visita diariamente o centro comercial, e reforçar a nossa presença numa zona onde temos muitos clientes. Com isto, conseguimos também chegar com o nosso serviço de delivery a cada vez mais pessoas”. 

No novo quiosque, situado no piso 0, os clientes encontram toda a oferta de padaria e pastelaria da Gleba, assim como os produtos complementares de marca própria como granolas, tostas, cremes, frutos secos, além de opções para comer no momento, como os novos pão de queijo (1.25€ a unidade) ou o canelé (2.45€), o primeiro produto Gleba de pastelaria fina, aromatizado com baunilha e rum e com ligeiros toques cítricos. 

Na nova loja, vai encontrar ainda diversos artigos de parceiros “que combinam na perfeição com o pão Gleba”, como é o caso de azeites, azeitonas, vinhos, conservas, confitados, chás e chocolates. Exemplo disso são os resultados das parcerias que tem com a Musa, como lhe contámos neste artigo, ou a oferta especial de Santos Populares, com pão de água com chouriças saloias ou bola de chouriças com pimentos assados, disponíveis até dia 30 de junho. 

Edição especial: bola de chouriças com pimentos assados.

Os produtos que vale a pena provar

Sabemos que pode ser difícil decidir o que escolher quando se depara com a vasta e recheada montra da Gleba. A marca tem dezenas de tipos de pão diferentes, entre os mais tradicionais, os de forma, os brioches clássicos com ovos e manteiga ou os brioches vegans (como o de tomate ou o de abóbora, que custam 0,90€ a unidade), a broa de milho (1,84€), as tostas, as focaccias e, além das sugestões fixas, existem as edições especiais e limitadas.

Se gosta de pães que lembram “os que comia em casa dos avós”, não deixe de experimentar aquele que é o mais vendido da marca, feito à base de trigo de Barbela (4,67€), leve e super saboroso. Com o objetivo de evitar o desperdício, os pães de trigo de Barbela e trigo do Alentejo que não são vendidos, transformam-se em tostas simples (2,31€) ou tostas de azeite e alecrim (2,78€), excelentes opções para colocar na mesa e servir como entrada, acompanhadas por queijo ou húmus, por exemplo. 

Para quem gosta de focaccias, experimente a mais recente, de tomate e manjericão (3,30€). Há também a versão de azeite e alecrim (2,83€) ou de cebola caramelizada (3,30€), perfeita para servir como base para sandes e receitas de brunch. 

Se procura opções para os lanches dos mais novos (e não só), encontra o brioche com pepitas de chocolate (1,10€) ou a cookie de framboesa e chocolate branco (1,80€), a primeira em que a marca utiliza uma fruta. Para quem gosta de pastas de frutos secos, opte por experimentar o creme 100 por cento amêndoa torrada (8,95€), ótimo para barra no pão, em brioches, ou utilizar noutras receitas. Conheça todas as opções no site da marca. 

Desde o início que o fundador, Diogo Amorim, tem o objetivo de “produzir pão de qualidade, com verdadeiro sabor e sem aditivos” — em oposição aos pães industriais que se massificaram no mercado. De acordo com a marca, cada pão é dividido e estendido à mão e posteriormente fermentado em cestos de vime, forrados com pano de linho cru, produzidos por artesãos de Barcelos.

Um dos pilares do negocio passa por utilizar cereais 100 por cento nacionais, de várias zonas do País, acreditando que “pão português tem que ser feito unicamente com cereais portugueses”. O responsável fez questão de procurar pequenos agricultores, que ainda cultivassem cereais tradicionais, com práticas sustentáveis. Outra das características da Gleba é a moagem própria em mós de pedra (um sistema ancestral ajustado aos tempos atuais), garantindo que “moer a nossa própria farinha permite-nos usá-la no expoente máximo da sua qualidade”, de forma a produzir um pão nutritivo e saboroso. 

A Gleba faz também questão de apostar em fermentação natural. Um processo lento, que dura cerca de 24 horas, garantindo que o pão se torna, assim, mais leve e de fácil digestão, já que a fermentação longa aumenta o valor nutricional, melhora o sabor, assim como a sua conservação.

Carregue na galeria para conhecer imagens da nova loja da marca no CascaiShopping e alguns produtos que vai encontrar por lá. 

ver galeria

FICHA TÉCNICA

  • MORADA
    Estrada Nacional 9
    2645-543 Alcabideche
  • HORÁRIO
  • Todos os dias das 8h às 23h
PREÇO MÉDIO
Menos de 10€

MAIS HISTÓRIAS DE CASCAIS

AGENDA