cultura

Festival de cinema italiano estreia em Cascais no início de junho — com entrada livre

A mostra, que conta com filmes clássicos e recentes, acontece de 1 a 9 de junho na Casa das Histórias Paula Rego.
"Um amor de domingo", um dos filmes exibidos.

Cinéfilos cascalenses, preparem a agenda. O início de junho traz ao concelho um novo festival de cinema que não vão, certamente, querer perder. O CinemaItalia vai decorrer entre os dias 1 e 9 de junho e a entrada é totalmente gratuita. 

A Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, será a anfitriã do evento que, como o próprio nome indica, é inteiramente dedicado ao cinema italiano. A programação divide-se entre os grandes clássicos e filmes mais recentes.

No primeiro segmento, chamado “Retrospectiva”, serão exibidas cinco obras de realizadores como Zeffirelli, Comencini e Lina Wertmüller, a primeira mulher a ser nomeada para um Óscar de Melhor Realização. Já a parte do “Novo cinema italiano”, conta nove títulos de géneros diversos, produzidos entre 2022 e 2024.

“CinemaItalia é uma celebração da criatividade e genialidade do cinema italiano”, garante a organização. “A nossa missão é espalhar a unicidade da cultura cinematográfica italiana para além do cinema italiano contemporâneo, que agora é mais apreciado internacionalmente do que nunca”, sublinha. 

A seleção de películas conta ainda “com um especial olhar voltado às mulheres em frente e atrás das câmaras, realizadoras emergentes que estão a deixar sua marca nos dias de hoje”, afirma a organização. Sejam obras mais antigas ou modernas, todos os filmes terão legendas em português e inglês. 

Conheça a programação.

1 de junho (sábado)

18 horas — “Por um Destino Insólito” de Lina Wertmüller (Retrospectiva)

20h30 — “Primadonna” de Marta Savina (Novo cinema italiano)

2 de junho (domingo)

18 horas — “O Gato” de Luigi Comencini (Retrospectiva)

20h30 — “Amor e Anarquia” de Lina Wertmüller (Retrospectiva)

3 de junho (segunda-feira)

20h30 — “Amadas Margens” de Egidio Eronico (Novo cinema italiano)

4 de junho (terça-feira)

20h30 — “Mimi, o Metalúrgico” de Lina Wertmüller (Retrospectiva)

5 de junho (quarta-feira)

20h30 — “A última noite em Milão” de Andrea Di Stefano (Novo cinema italiano)

6 de junho (quinta-feira)

18 horas — “Irmão Sol, Irmã Lua” de Franco Zeffirelli (Retrospectiva)

20h30 — “Primadonna” de Marta Savina (Novo cinema italiano)

7 de junho (sexta-feira)

18 horas — “Dante” de Pupi Avati (Novo cinema italiano)

20h30 — “A Quimera” de Alice Rohrwacher (Novo cinema italiano)

8 de junho (sábado)

18 horas — “As minhas meninas de papel” de Luca Lucini (Novo cinema italiano)

20h30 — “Zamora” de Neri Marcorè (Novo cinema italiano)

9 de junho (domingo)

18 horas — “O Equívoco” de Alessandra Cardone (Novo cinema italiano)

20h30 — “Um amor de domingo” de Pupi Avati (Novo cinema italiano)

A curadoria da mostra é da realizadora e produtora italiana Giulia Brazzale, da Esperimentocinema, residente em Cascais e entusiasta da união cultural entre Portugal e Itália. A antestreia do festival acontece esta sexta-feira, 31 de maio, com a exibição do filme “Zamora”, de Neri Marcorè, para convidados, contando com a presença do protagonista Alberto Paradossi e personalidades dos dois países. A partir de sábado, 1 de junho, estará, então, aberto ao público em geral.

Apesar de a entrada ser livre (sem necessidade de reserva), os lugares estão limitados à lotação da sala. A mostra cinematográfica conta com o apoio da Câmara Municipal de Cascais, Fundação D.  Luís I e Instituto Italiano di Cultura di Lisbona e ainda com a colaboração de Nico Rossini e Erica Bernardini, respetivamente diretor e curadora do Festival de Cinema Italiano no Brasil, apresentado em 75 cidades e que assinala, este ano, a sua 19.ª edição. 

A Casa das Histórias Paula Rego situa-se no número 300 da Avenida da República, em Cascais. Saiba mais no site oficial do evento e acompanhe as páginas de Facebook e Instagram para estar a par de todas as informações. 

MAIS HISTÓRIAS DE CASCAIS

AGENDA