na cidade

Carnaval em pleno verão acontece este sábado em Carcavelos com 3 blocos e 4 horas de festa

O Summer Fest Carnaval realiza-se este sábado, 6 de julho, no Mercado de Carcavelos. A entrada é livre.
Bloco Qui Nem Jiló é um dos participantes.

Paralelamente aos desfiles tradicionais de Carnaval que se realizam no concelho de Cascais, temos visto crescer, nos últimos anos, uma tendência que traz o clima tropical ao nosso inverno português. Os ritmos brasileiros têm invadido as ruas da vila, conquistando o coração dos cascalenses e dos turistas que abraçam os festejos de Carnaval que trazem o samba no pé. 

Este ano, por exemplo, a New in Cascais falou com a Sardinha Imperial, um bloco de Carnaval que pôs toda a gente a segui-lo pelas ruas de Cascais, entre música, dança e muita animação. O fenómeno dos cortejos brasileiros ganhou fãs por cá, ao ponto de sair da época própria para se tornar numa festa o ano inteiro. 

Pelo menos, é a essa a vontade da Festiva Enseada, uma associação cultural e recreativa, que se dedica a criar projetos relacionados com o Carnaval, promovendo eventos culturais, festivais, workshops, bailes de forró, entre outras iniciativas. É também ela a responsável pelo Sardinha Imperial, “o único bloco de Carnaval de rua brasileiro em Cascais”, que mistura conceitos portugueses e brasileiros, com um objetivo concreto: a diversão. 

Um dos fundadores, o ator Alexandre Liuzzi, contou à NiC que “o melhor do Carnaval é vivido nas ruas, nas comunidades”, e é precisamente isso que vai acontecer este sábado, 6 de julho, no Mercado de Carcavelos, com o Summer Fest Carnaval. 

A iniciativa, organizada pela Festiva Enseada, pretende juntar todos os cascalenses, visitantes e turistas num grande evento de Carnaval, agora vivido em pleno, no calor do verão. O objetivo é tornar este evento no “novo agente cultural do concelho”. 

A festa, que se vai realizar entre as

Depois, pelas 19h45, é o bloco Carvalho em Pé que terá a missão de passar a energia contagiante para o público, de forma a terminar a festa em grande. A entrada é livre, por isso, só tem de ir até ao local indicado à hora marcada e viver a animação de um Carnaval brasileiro em pleno mês de julho.  

MAIS HISTÓRIAS DE CASCAIS

AGENDA