na cidade

Conhece o Dia Mundial do Rewilding? Em Cascais é celebrado com atividades na natureza

Descubra as iniciativas que se vão realizar nos dias 23 e 24 de março, no Parque Natural Sintra-Cascais.
Cavalos do Sorraia na Quinta do Pisão. Foto: CMC

É possível que não esteja familiarizado com a palavra “rewilding”. Numa tradução simples, significa “renaturalizar”, uma nova expressão que passa por uma prática de conservação da natureza e da biodiversidade, que assenta na premissa de deixar a natureza cuidar de si mesma. No fundo, é um processo de renaturalização e restauro das paisagens e ecossistemas, permitindo que as espécies nativas possam desenvolver-se e desempenhar as suas funções, através de processos naturais, com o mínimo de intervenção humana.

Pela quarta vez, vai celebrar-se o Dia Mundial do Rewilding, a 20 de março (um movimento que teve início em 2021, lançado pela Global Rewilding Alliance). Em 2023, este dia ficou marcado pela chegada de três cavalos Sorraia e seis Corços à Quinta do Pisão, em Cascais. A presença destes grandes ruminantes “ajuda a promover a biodiversidade e contribui para a mitigação do risco de incêndio”, afirmou a autarquia, na altura.

Este ano, Cascais volta a assinalar a data com um programa de atividades na natureza, no espaço do Parque Natural Sintra-Cascais, celebrando também o início da primavera. Tome nota das iniciativas marcadas para o fim de semana de 23 e 24 de março. A maioria é de participação gratuita.

23 de março (sábado)

15 às 16 horas — Sessão de esclarecimentos “Novo Cercado na Quinta do Pisão”. A Cascais Ambiente está a construir uma nova cerca de fauna selvagem, na Quinta do Pisão, com o objetivo de criar condições para a reintrodução de várias espécies como o veado vermelho ibérico e o corço.

17 às 19 horasPasseio “Renaturalizar Cascais”, na Peninha, para maiores de 14 anos. A Cascais Ambiente convida os cascalenses a participar nesta ação, para promover a biodiversidade, reduzir o risco de incêndio e proteger algumas espécies em vias de extinção do Parque Natural Sintra-Cascais.

20h30 às 22h30Passeio Ecologia da Renaturalização, na Quinta do Pisão, para maiores de 14 anos. O passeio guiado vai permitir-lhe conhecer as ações desenvolvidas naquele espaço, para proteger a diversidade de ecossistemas e habitats naturais. 

24 de março (domingo)

09h30 às 10h50Aula gratuita de ioga na floresta, para maiores de 16 anos, na Pedra Amarela Campo Base.

11 horas às 12h30Caminhada de 5 quilómetros, no Trilho do Pedra Amarela e no Trilho do Cabeço da Raposa. São trilhos florestais, com declives moderados, onde poderá ter uma vista panorâmica de 360º sobre a serra e o mar, no miradouro junto à Torre de Vigia, um dos pontos mais altos do lado oeste da Serra. Custa 4€ por participante. 

15 às 17 horasWorkshop “Desenho dos cavalos da Quinta do Pisão”, para miúdos acima dos sete anos. Nesta atividade, o grupo de participantes será levado ao encontro de cavalos do Sorraia para os observar e desenhar ao vivo. Entre uma abordagem artística e etológica, os miúdos vão aprender a reconhecer e recolher materiais naturais, que fazem parte do ambiente dos cavalos, para desenhá-los. Custa 15€ por participante. 

As atividades são promovidas pela Unidade de Turismo de Natureza da Cascais Ambiente. Para participar deverá inscrever-se através do email atividadesnatureza@nullcascaisambiente.pt ou contactar o número 215 811 750, para mais informações. 

MAIS HISTÓRIAS DE CASCAIS

AGENDA